Como criar um site para freelancer – O guia definitivo

Nossa dica de hoje será sobre como criar um site para freelancer, um passo importante para você divulgar o seu trabalho, gerando credibilidade e mais oportunidades de negócios.

Em um mundo conectado como o que vivemos hoje, para quem trabalha como freelancer, é fundamental possuir uma referência online, onde você possa disponibilizar o seu portfólio, suas qualificações e proposta de trabalho.

Uma das grandes barreiras para a contratação de freelancers é justamente conhecer o trabalho que este profissional desenvolveu. Aqui em nosso site, os contratantes podem ver isso no perfil dos profissionais cadastrado. E fora dele? Como você será encontrado?

Vejamos então como criar um site para o trabalho freelancer, de forma a ter não apenas um site, mas uma ferramenta efetiva de divulgação do seu trabalho na Internet.

Você verá que é muito mais fácil do que você imagina e que o custo também não é tão elevado quanto talvez você esteja avaliando. Confira o passo a passo abaixo!

O passo a passo sobre como criar um site para freelancer

Para ajudar nossos leitores a encarar o desafio de criar a sua própria presença online, elaboramos um guia completo para a criação de um site para o trabalho como freelancer. O passo a passo mesmo, com tudo o que você vai precisar para montar o seu site profissional.

1 – Registre um domínio para o seu site

Nossa primeira dica sobre como criar um site para freelancer é justamente criar um domínio próprio para o seu site, ou seja, um endereço web onde ficará disponível o seu site, tipo www.seusite.com.br.

Esqueça a história de criar seu site para freelancer em plataformas gratuitas que não permitem ter um endereço web próprio. Um domínio próprio transmite muito mais credibilidade para o seu site.

Pense em um domínio com uma estrutura interessante. Pode ser o seu próprio nome, o nome da sua empresa, caso você já tenha uma. O importante é que ele seja curto e direto. Domínios muito grandes são um atraso do ponto de vista de divulgação. Ninguém lembra.

Se possível, inclua a sua especialidade no domínio, tipo www.vocewebdesign.com.br, pois isso vai ajudar bastante no seu marketing digital, como veremos mais adiante.

Você pode criar o seu próprio domínio acessando o site da Fapesp, clicando aqui. Lá você criará uma conta, pesquisará a disponibilidade do endereço que você deseja registrar e, estando disponível é só fazer o registro. O custo é de R$ 40 ao ano.

2 – Planeje a estrutura do seu site

A nossa segunda dica sobre como criar um site para freelancer é talvez a mais importante de todas: Planejamento! Sem ele os resultados podem não ser os que você espera.

Como montar um site para freelancer é na verdade contar uma história sobre você, coloque-se desta maneira na hora de planejá-lo, tanto do ponto de vista de informações sobre o seu trabalho, quanto do ponto de vista da usabilidade, ou seja, apresentação das informações.

A ideia é se apresentar, mostrar como o seu trabalho de freelancer é importante para ajudar as empresas e pessoas que acessam o seu site, tipos de trabalho que você desenvolve, seus projetos já concluídos e formas para entrar em contato.

Para facilitar o seu trabalho, vejamos algumas páginas que julgamos fundamentais:

    • Home – A página inicial do seu site com uma breve apresentação sobre você e seu trabalho. Lembre-se que esta é a primeira página que a maioria das pessoas verá em seu site. Por isso mesmo, capriche!
    • Serviços – Nesta página você irá apresentar os principais serviços que você oferece com uma descrição sobre cada um deles para que seus visitantes saibam exatamente o tipo de solução que você pode fornecer.
    • Portfólio – Nesta página você deve relacionar seus melhores projetos já executados, para que as pessoas possam avaliar os trabalhos que você já desenvolveu e a qualidade do trabalho que você oferece.
    • Sobre – Esta é uma página onde você falará um pouco mais sobre você. É interessante, por exemplo, falar um pouco da sua formação acadêmica, experiência profissional e quais são os pontos fortes do serviço que você oferece.
    • Blog – Esta é uma seção que também julgamos fundamental, pois ela será usada em sua estratégia de marketing de conteúdo, que iremos explicar mais adiante, e ajudará a fazer com que seu site seja encontrado na Web.
    • Contato – É uma página fundamental, onde você criará um formulário de contato para que as pessoas possam esclarecer qualquer dúvida sobre o seu trabalho e agendar uma visita ou outra forma de contato.

É claro que você poderá criar quantas páginas você quiser para o seu site, ou até mesmo uma loja virtual, se for o caso, mas o importante é focar nestas principais, pelo menos em um primeiro momento.

3 – Escolha do layout

Como criar um site para freelancer que seja visualmente impactante? Preciso de um web designer? Onde posso buscar referências.

Todas estas dúvidas procedem, já que o visual do seu site tem um impacto muito grande. Por isso, depois de ter planejado a estrutura do seu site, você deve dedicar um tempo todo especial a escolha do seu layout.

As plataformas que vamos apresentar logo abaixo, já trazem uma série de layouts que você pode usar como base para a criação do seu site. Eles podem inclusive ser customizados, em termos de cores e disposição de elementos.

O importante hoje em dia é ter um site responsivo, ou seja, que se adapte sem distorções aos dispositivos móveis como smartphones. Isso não chega a ser um obstáculo, pois todas as plataformas que vamos apresentar em seguida já possuem esta funcionalidade.

O importante aqui é escolher um layout que ao mesmo tempo tenha um forte impacto visual, seja de fácil navegação e que também dê condições de você inserir o seu conteúdo de maneira a criar uma navegação rápida e fluida.

4 – Escolhendo a plataforma

Até agora falamos apendas nos conceitos envolvido, mas sabemos que uma das grandes dúvidas dos profissionais que buscam saber como criar um site para freelancer está justamente como operacionalizar isso.

Em primeiro lugar, você precisará escolher uma plataforma para montar o seu site. A plataforma é o sistema que irá criar o seu site, tanto a parte que fica visível na web, quanto a parte administrativa.

Neste caso nós temos algumas opções disponíveis bastante interessantes. Se você não tem prática em desenvolvimento web, a melhor alternativa é o Wix, onde você pode criar um site inteiro em um processo de arrastar e largar elementos, sobre um layout pré-definido.

O plano básico da Wix é gratuito, mas não oferece muitos recursos em termos de marketing digital, como a otimização de palavras-chave e outros. Já o plano pago, possui estes recursos e pode ser criado em um domínio próprio.

Outra alternativa é usar o WordPress, uma opção clássica de desenvolvimento de sites, mas que diferentemente do Wix, requer um bom conhecimento do funcionamento da plataforma. Neste caso, você pode contratar um desenvolvedor WordPress, como os que temos listados aqui no Marketing Job.

A vantagem neste caso é que você terá um site com muito mais recursos, possibilitando a criação de diversas funções mais avançadas, o que trará mais relevância e credibilidade porá o seu site.

5 – Divulgação do site

A questão básica sobre como criar um site para freelancer está praticamente resolvida, mas falta ainda um item crucial, que é justamente a divulgação do seu site. Afinal, de que adianta ter um site se ninguém encontra você?

O primeiro passo para isso começa pela própria estrutura do site, através da aplicação de técnicas de SEO – Search Engine Optimization, para que ele consiga um posicionamento de destaque nas páginas de respostas dos grandes buscadores como o Google.

Para isso, em cada uma das suas páginas, insira as palavras-chave, termos de referência, relacionadas ao tópico que aquela página se refere.

Outra opção está nas redes sociais, um canal muito eficiente para divulgar o seu trabalho. O marketing pessoal nas redes sociais é uma poderosa ferramenta para divulgação da sua marca profissional.

Da mesma forma como criar um site para freelancer não é algo tão complicado assim, divulga-lo também não é, basta que você se planeje e use as ferramentas adequadas.

Agora que você já sabe como criar um site para freelancer, é uma questão de se planejar e colocar a mão na massa. Mantenha-se em dia com este e outros assuntos referentes ao trabalho como freelancer, assinando a nossa Newsletter.

Por Alberto Valle no Marketing Job

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here