Estratégia de remarketing com links patrocinados no Google Ads

Ter uma estratégia de remarketing com links patrocinados é fundamental para quem deseja utilizar esta ferramenta de forma eficiente para aumentar a conversão em um site, seja ele uma loja virtual, site corporativo ou de conteúdo.

A palavra Remarketing significa divulgar novamente, termo utilizado no marketing quando o objetivo é recuperar clientes e/ou atingir um target que já teve algum tipo de interação com a marca.

Existem várias formas de se fazer remarketing: através de ligação por telefone, mensagem de texto, e-mail marketing, etc.

Como o assunto aqui são Links Patrocinados, abordaremos neste artigo apenas Remarketing no Google, que possibilita seus anúncios aparecerem na Rede de Display somente para pessoas que já visitaram o seu site.

Dizemos isto porque atualmente é possível aplicar as estratégias de remarketing em diversas dimensões do marketing digital, como redes sociais e até mesmo e-mail marketing.

A estratégia de remarketing com links patrocinados é considerada por muitos especialistas como a técnica mais avançada de publicidade online nos dias de hoje.

Este tipo de campanha com links patrocinados no Google Ads, costuma apresentar resultados muito melhores, que as campanhas tradicionais, tanto na Rede de Pesquisa quanto na Rede de Display do Google.

Os resultados são ainda mais exitosos quando o objetivo é a venda, seja em sites de lojas virtuais ou qualquer outro tipo de site de vendas, pois os anúncios serão direcionados para um público que já teve uma interação anterior com a marca.

Dessa forma, a oferta de produtos e serviços desta estratégia de marketing, impacta um público que já teve um contato inicial com a marca. As ferramentas exibem anúncios para quem já conhece você.

Evolução da ferramenta de remarketing do Google

Quem acompanha a evolução do Google Ads, vem percebendo claramente nos últimos tempos algumas alterações relevantes nesta ferramenta de remarketing.

Antigamente, por exemplo, era preciso construir uma quantidade mínima de 500 usuários por lista de remarketing, o que dificultava a aplicação em contas com investimento mensal reduzido.

Outra dificuldade era a de instalar um código diferente para cada página que quiséssemos criar listas, mas agora basta uma tag em todo o site e podemos cria-las segmentando de acordo com as URLs acessadas.

Criando listas de remarketing no Google Ads

A implementação de Remarketing começa ao instalar no site uma tag de JavaScript fornecida pelo Google Ads.

Quando os visitantes do site passam por estas páginas o script salva um cookie na máquina do usuário e envia os dados para os servidores do Google Ads.

Por questões de privacidade é impossível saber quem são essas pessoas, e basta limpar os dados de navegação para o usuário deixar de fazer parte deste target.

Ao atingir a quantidade mínima de 100 usuários por página, estamos aptos a criar campanhas de anúncios gráficos, vídeo ou texto para este público-alvo qualificado.

Se você estiver em dúvida sobre o tipo de lista de remarketing criar, sugerimos que leia nosso artigo Ideias para listas de remarketing no Google Ads.

Criando listas no Analytics

Recentemente, o Google para facilitar ainda mais o nosso trabalho, liberou a possibilidade de gerar listas de remarketing a partir do próprio código do Google Analytics, sem precisar instalar o código de remarketing!

Com isso poderemos criar listas de segmentação a partir das URLs acessadas ou das próprias métricas do Analytics, como tempo de permanência na página, taxa de rejeição, visitas/página, etc.

Para criar pelo Analytics, basta ir em Administrador > Remarketing e criar sua lista com uma infinidade de segmentações.

Remarketing: Perseguição ou destino?

Alguns dizem que Remarketing é perseguição! Muitos usuários provavelmente já tiveram a impressão de estar sendo seguidos por anúncios enquanto navegava pelos mais variados sites da internet.

Certa vez ouvi uma história bem interessante: uma mulher estava quase comprando um sapato online e desistiu. Mais tarde, todo site que ela entrava via o banner do tal sapato, dito e feito: comprou.

Depois foi explicar para o marido: Amor, você não acredita. Vi um sapato lindo em um site ontem e não comprei. Quando foi hoje, todo site que eu entrava lá estava ele… sabe? Coisa do destino! Tive que comprar.

Agora deve estar mais claro como funciona “por de traz das cortinas” esta ferramenta poderosíssima. Tanto para o usuário que estará exposto a anúncios mais relevantes, como para os responsáveis por e-commerce que poderão fazer seus produtos parte do destino de quem realmente quer comprar.

Se você gostou da estratégia de remarketing com links patrocinados na ferramenta de anúncios do Google, veja outras opções de uso desta ferramenta acessando a nossa seção de artigos sobre o Google Ads.

A estratégia de remarketing com links patrocinados é a penas uma das diversas opções com que contamos hoje em dias no marketing digital, e mapa se manter em dia com todas elas, assine a nossa Newsletter.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here